sexta-feira, 2 de dezembro de 2011


           A  árvore de Natal do Vaticano 
chegou esta quinta-feira à Praça de São Pedro vinda pela primeira vez da Ucrânia, afirma o jornal L‘Osservatore Romano’, que apresenta o abeto de 30,5 metros de altura e 4,9 toneladas. Bento XVI vai acender aquela que é considerada a maior árvore de Natal do mundo, no dia 7, através de um toque em uma tablet.

Com um diâmetro de 56 centímetros de tronco, a árvore chegou da região de Zakarpattya (Transcarpazia), após uma viagem de sete dias e quase 1800 quilômetros.

Segundo o jornal do Vaticano, o abeto será decorado com mais de 2500 bolas vermelhas e prateadas e o mesmo número de luzes brancas e amarelas. A árvore foi recebida pelos trabalhadores dos Serviços Técnicos do Governatorato do Estado da Cidade do Vaticano, que na próxima segunda-feira vão montar a árvore junto ao obelisco da Praça São Pedro.

O L‘Osservatore Romano relata que a árvore cresceu numa região de difícil acesso e foi retirada no último 22 e carregada por um helicóptero até a estrada mais próxima.

A operação de corte e transporte durou uma semana e foi realizada por uma time especializado, da Eslovênia, que realizou o mesmo trabalho em 2009, retirando uma árvore da Bélgica, revela a nota publicada este 2 de dezembro pela agência católica portuguesa Ecclesia.

Desde que em 1982, João Paulo II introduziu o costume de preparar uma árvore de Natal no Vaticano, esta foi a primeira vez que o abeto chegou da Ucrânia.

Além do abeto de 30 metros, Bento XVI vai receber 40 árvores menores, da região de Lviv, que vão decorar os apartamentos pontifícios, as residências dos cardeais, os escritórios da Cúria Romana e a sala de audiências dedicada ao Papa Paulo VI.

Neste ano, a cerimônia de inauguração da árvore de Natal está prevista para o dia 16 deste mês e, de acordo com o jornal do Vaticano, tem um “valor ecumênico”, pois contará com a presença de vários bispos católicos e um representante da Igreja Ortodoxa ucraniana.

Em declarações à Rádio Vaticano, o arcebispo católico de Kiev, D. Sviatoslav Shevchuk, afirmou que este é um “evento extremamente importante”, testemunhando a “pertença” da Ucrânia à “família das nações européias”.

Por outro lado, RV conta que a madeira da árvore montada na Praça de São Pedro é posteriormente doada a “associações ou comunidades de recuperação para trabalhos com fins de beneficência”.

Ainda este Natal, Bento XVI vai acender aquela que é considerada a maior árvore de Natal do mundo, no dia 7, através de um toque em uma tablet iPad: trata-se de uma estruturas de luzes, que ocupa mais de mil metros quadrados numa encosta de montanha, em Gubbio, Itália.

A árvore eletrônica de Gubbio foi instalada pela primeira vez em 1981.
fonte.ACI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário.
favor assinar nome e email
Salve Maria